Persona Marketing Digital

A Persona do seu Negócio

Fala pessoal! Vou começar esse tópico fazendo uma pergunta:
Quem é a Persona do seu Negócio?

Poxa, Rodrigo. Essa é fácil. São homens e mulheres entre 30 e 40 anos, que gostam de novidades e inovação.

E se eu te falar que isso é seu público alvo e não sua Persona? Você ficaria surpreso?

Hoje em dia, não saber quem é a Persona do seu negócio, é ter um problema nas mãos. Primeiro, você precisa entender que Persona é a representação fictícia do cliente ideal de um negócio (seu negócio). Nela é colocado um nome, idade, sexo, onde mora, estado civil, e tudo pertinente para se construir um cliente ideal. 

Ok, Rodrigo. Entendi. Mas isso é tirado de onde? É simples, da sua base de clientes, através de uma análise e pesquisa, com os principais clientes, tanto os satisfeitos como os insatisfeitos, pois sempre tiramos alguns insight deles também. 

E se o negócio for novo e ainda não se tem clientes? Neste caso, você precisa diferenciar o público alvo da Persona. Se o negócio é novo você já tem um público alvo definido e em cima dele (desse público alvo) será feita uma análise de comportamento de possíveis clientes e clientes em potencial, só então, em cima destes dados será definida a Persona. 

Outro ponto que é preciso compreender é que uma vez definida a Persona, ela não é permanente. Ela pode ser alterada, principalmente sendo o caso de um negócio novo. Pois com o aumento dos clientes e sabendo a importância de se fazer um estudo dos desses mais ativos, os dados podem ser alterados e melhor atribuídos a Persona. 

Tudo bem, mas agora me fala o porquê disso tudo? Não seria mais fácil trabalhar em cima do público alvo?
Não, com certeza absoluta não seria. Sabendo com exatidão, quem é a Persona, podemos nos comunicar com precisão com nosso público nas estratégias de marketing.

Vou exemplificar para facilitar com o nicho de Criptomoedas.

Neste mercado existem inúmeras formas de se trabalhar. Há um monte de subnichos, como Games, NFT, Staking, Trade e muito mais. Com o meu público alvo já definido, sei qual subnicho eu vou direcionar minhas ações.

Vamos mais a fundo. Vou pegar o subnicho de Day Trade, por exemplo. Posso colocar no público alvo, homens e mulheres entre 25 e 50 anos. Mesmo que eu reduza o intervalo da idade, ainda assim, vai ficar um público muito abrangente. Posso montar uma estratégia de Marketing para esse público, mas não posso ser muito específico, já que preciso trabalhar de maneira mais ampla para conseguir atingir todo mundo. 

É fácil, Rodrigo! Eles querem ganhar dinheiro. Basta fazer um anúncio nesse sentido.

Sim, concordo. Mas convenhamos, que isso todo mundo faz. Seremos mais um no meio de vários. Não teremos o destaque. Não teremos a estratégia de marketing para atrair os clientes.

Eu quero ser diferente! Quero me conectar direto com o Lead! Porém,  somente com este dado, de homens e mulheres entre 25 e 50 anos eu não vou conseguir. Os gostos e hobbies de um homem de 25, são os mesmos de um homem de 40? Na sua grande maioria não. 
Então como eu vou atingir meu público em cheio se eles são diferentes? Esse é o pulo do gato! É por isso que precisamos definir (realmente) quem é nossa Persona.

Aqui vai outro exemplo:

Vamos definir uma Persona fictícia para usá-la em nosso Marketing. 

Nossa Persona será um homem de 30 anos. Então vamos lá. O nome dele é Ricardo, 30 anos, mora sozinho no RJ capital, formado em Direito, tem um escritório e um sócio, noivo a 2 anos, adora viajar para o sul do Brasil, no final de semana gosta de sair para beber com a noiva e os amigos. 

Tudo isso foi tirado de toda a análise e pesquisa dos principais clientes da empresa, como havíamos falado. 

Agora com estes dados, olha a gama de informações para eu poder construir toda uma estratégia de marketing para atingir em cheio meu Lead. Posso abordar inúmeros assuntos e sempre relacionado ao meu produto, que com certeza vai chamar a atenção dele. 

Imagina colocar uma imagem de alguém sentado na varanda de um quarto de hotel em frente a praia em Florianópolis, operando em um gráfico. Na copy podemos colocar: Imagina você ganhar dinheiro com essa vista, enquanto passa um final de semana com sua noiva em Florianópolis? 

A primeira coisa que prende a atenção do Lead no anúncio é a Imagem, a segunda a Headline e a terceira a Copy. Então, quanto mais preciso formos na comunicação com o Lead, maior a chance de aprendermos a atenção dele e o levarmos a executar a ação que queremos. 

Conseguiu ver como realmente ter uma Persona bem definida, faz total diferença na hora de montar a comunicação em nosso marketing?

Com a Persona definida podemos usar inúmeras estratégias de marketing. Nosso leque abre. Faz a gente perseguir o Lead de forma eficiente, sem se tornar maçante. Usando sempre abordagens diferentes, utilizando alguma informação pertinente para o lead.

Fique atento aos novos artigos, pois também irei abordar vários assuntos sobre o Marketing Digital. Caso tenha alguma dúvida ou sugestão, deixe um comentário que irei responder com o maior prazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *